26 agosto, 2010

Sacramento do Batismo



Estamos aqui hoje para conversar com todos sobre o BATISMO, o porque dele ser o mais importante dos sacramentos. Qual as obrigações dos pais e padrinhos e também explicar sobre os símbolos do Batismo.

Preparação Batismal não é coisa nova, muitas pessoas acham que 2 horas ou uma tarde de preparação, seja coisa insuportável, seja desnecessário. Mas os cristãos dos primeiros séculos se preparavam durante normalmente entre 3 e 4 anos. Estudava-se ponto por ponto, toda a Bíblia Sagrada, o sentido do Credo, do Pai Nosso, do Crisma, do Batismo e da Eucaristia. E não era suficiente guardar na memória o mais importante era colocar todas essas mensagens na vida pratica, ou seja, deveríamos viver a palavra de DEUS todos os dias. 

SACRAMENTOS:

Os sacramentos se dividem em iniciação, cura e serviço.

Iniciação

1) Batismo; é o nascimento do cristão para a vida em Cristo. O batismo e o sacramento que Nosso Sr. Jesus Cristo instituiu para nos tirar o pecado original, dar-nos á vida da graça e fazer-nos cristãos, filhos de Deus e Igreja.

2) Confirmação ou Crisma; é o sacramento que nos dá o Espírito Santo, imprime na alma o caráter de soldado de Jesus Cristo e faz-nos perfeitos cristãos. 

3) Eucaristia; é Deus mesmo se repartindo como pão, na doação de Jesus. É o corpo e o sangue de Cristo que alimenta plenamente nossa vida.

Cura

4) Confissão ou Penitência/Reconciliação; é o sinal visível do perdão de Deus que é fruto de seu grande amor com a humanidade. É a conversão do coração , é a mudança de vida no que tem de mais profundo. É reconciliação com Deus e com os irmãos.

5) Unção dos enfermos; é o sacramento que ajuda o doente e seus familiares a descobrir a paz. É um fortalecimento espiritual para o doente que pode acarretar na cura da doença ou a redenção para vida eterna, na luz de cristo salvador.

Serviço

6) Ordem; se o sacramento onde alguém se consagra a Deus para melhor servir os irmãos e a comunidade. É consagração a serviço da comunidade. Este alguém é o padre, que é tirado do meio do povo e colocado a serviço do povo. (Hb. 5,1).

7) Matrimônio: é o sacramento do amor, sendo que Deus se faz presente do amor do casal. É Deus quem abençoa e faz nascer o amor do casal, para uma vida digna e cumprimento do que foi escrito “cresceis e multiplicai” 


DO BATISMO.

É o primeiro dos sacramentos porque abre o diálogo amoroso de Deus com os homens. 

O santo Batismo é o fundamento de toda a vida cristã, a porta da vida no Espírito e a porta que abre o acesso aos demais sacramentos. Pelo Batismo somos libertados do pecado e regenerados como filhos de Deus, tornamo-nos membros de Cristo, somos incorporados à Igreja e feitos participantes de sua missão. O Batismo é o sacramento da regeneração pela água na Palavra".

Quando recebemos o Sacramento do Batismo, transformamo-nos de criaturas para Filhos Amados de Deus.

Batismo significa renascimento, nascer sem pecado. O batismo se torna, assim um presente divino que o homem recebe. E deve encontrar eco no ser humano: aquele que é batizado responde sim a DEUS, comprometendo-se com o bem, a verdade e a justiça.

O batismo de Jesus;

Jesus ao ser batizado por João Batista no rio Jordão, instituiu o batismo para todos os que desejam ser cristãos, ou seja seguidores de Cristo.

Cristo não foi um pecador, não precisava, pois submeter-se “ao batismo de penitencia e de perdão dos pecados”, mas , Cristo submeteu-se ao batismo para manifestar-se como aquele que “deveria tomar sobre si os pecados dos homens”. (Mc 10,45). Ainda mais ;Jesus estava consciente de que submetendo-se ao batismo de João estava fazendo a vontade do Pai. 

Sobre o batismo de Jesus os evangelistas Mateus, Marcos e Lucas narram os seguintes fatos: (Mateus 3,13-17; Marcos 1,9-11; Lucas 3,-21-22).

1) A abertura do céu significa o começo de um novo tempo. O da grande amizade de Deus com os homens e dos homens entre si.

2) A descida do Espirito Santo significa que Jesus é consagrado por DEUS a comunidade

3) As palavras meu filho amado significa “o escolhido” . Eu te escolhi para seres o servo, o escravo , o profeta, o Messias

Cristo é declarado filho de Deus. O portador da palavra do Pai e o executor do plano salvador do Pai.

Jesus também insiste sobre a necessidade de renascer. Há então uma ordem de Cristo. Mateus 28,19-20.(LER)

Portanto para que alguém seja validamente batizado é necessário que o batismo seja realizado com água verdadeira por infusão, ou imersão usando a formula trinitária, ou seja Batizado em nome do Pai do Filho e do Espirito Santo, e segundo a intenção da igreja.


Como podemos nascer de novo?

Com o batismo nos tornamos FILHOS DE DEUS ( ler conversa de Jesus com Nicodemos em João 3,1-5). Pelo Batismo nascemos do alto, ou seja recebemos filiação divina e assim podemos chamar a Deus de Pai. 

No batismo nos somos marcados com o selo de DEUS. A partir daquele momento, pertencemos somente a ele , como criaturas novas. Com ele selamos nosso contrato de amor com aquele que nos criou. É o sacramento que apaga em nós o pecado original.

O batismo de crianças é uma admirável manifestação da gratuidade do Dom de DEUS.

As crianças são batizadas na fé da Igreja, no seio de uma comunidade que coloca atos de fé, comprometida em alimentar a fé pessoal de seus novos filhos. 

O batismo supõe a fé, pois a salvação vem da fé anunciada pela palavra selada pelo batismo. Está claro que a criança não pode ter expressão pessoal de fé. Essa fé deve existir na pessoa dos pais e/ou responsáveis. No que se refere ao batismo, o sujeito que não possui o uso do juízo deve ser equiparado à criança. 


O CREDO 


O NOME.

Antes do nascimento do bebê, os pais geralmente escolhem o nome que lhe querem dar. O nome é próprio e significa que seu portador tem uma tarefa, uma missão própria para desempenhar na sociedade e no lar.

Ter um nome, segundo a bíblia, significa ser eleito. Dá-se um nome a alguém não apenas para distingui-lo dos demais, mas para dar todo um significado à sua pessoa. O nome dá-lhe dignidade e importância. O nome significa a missão. Exemplos: Jesus que dizer Salvador; Pedro quer dizer pedra (a pedra sobre a qual cristo construiu a Igreja). Alguém sem nome é como se não existisse. Seria um ser insignificante, sem dignidade, sem uma missão a cumprir. 

O sobrenome dado à criança significa que ela deve continuar os costumes, as tradições, as heranças, a fé dos pais. Os filhos continuam a vida e as obras dos pais. 

Jesus diz que o pastor chama cada uma de suas ovelhas pelo nome e caminha na frente delas (joão 10, 3). Deus é assim: ele chama cada um por seu nome e guia o seu caminho. 

No batismo, recebemos o nome de cristão, que quer dizer “cristo”. E Cristo significa “ungido, enviado, escolhido, missionário, profeta do Pai. 

Se o batismo é um novo nascimento, recebemos também um novo nome (o de cristão), que corresponde a nova vida que devemos levar.

Nossa missão é seguir os passos de Cristo é sermos seus discípulos. Devemos ver Jesus Cristo em cada Cristão. 


MOTIVAÇÃO DO BATISMO.

Agora vamos ver por que o povo batiza. E descobrimos que as motivações são muitas: algumas boas e outras ruins.

Motivos bons:

Ø Necessidade do batismo para a salvação.

Ø Necessidade do batismo para apagar o pecado original.

Ø Deseja-se o batismo porque é um meio para que nos tornemos filho de DEUS.

Ø Quer-se o batismo porque é o meio para sermos cristão, ou seja, seguidor de Cristo.

Ø Batiza-se para que sejamos membro da Igreja.

Quem batiza o filho com essas motivações esta agindo certo. Todos esses motivos são bons e validos. Qual é o mais importante deles? Todos o são. É bom a gente mantê-los juntos, pois um completa o outro.

Motivos supersticiosos:

Ø Tem muita gente pensando que o batismo seja um gesto mágico, supersticioso. Há os que pensam assim: “Se não batizar a criança, ela não terá saúde. O batismo afasta as doenças, o mau olhado etc.” e assim por diante.

Quem pensa assim está errado. Batismo não e magia. Menos ainda tratamento médico. Saúde ou doença não depende da criança ser ou não batizada.


Motivos sociais:


Ø É quando se batiza porque sempre foi assim. Batiza-se por tradição. Os bisavós eram católicos, os avós são gente de igreja, os pais são gente de respeito. Como conseqüência, os filhos devem ser batizados. 

Quem age assim esta seguindo a tradição, o costume de batizar, não descobrindo o verdadeiro valor desse sacramento.

Motivos econômicos:

Ø Batismo é motivo para a criança ganhar presentes. O padrinho se sente na obrigação de “pagar” o batizado. A madrinha paga a roupa da criança. Quando a criança, depois de crescida precisar de um empurrãozinho para conseguir um bom emprego, ou pagar o colégio ou faculdade, os padrinhos dão dinheiro fica uma lição: é bobagem procurar apoio financeiro nos padrinhos.

Tendo em mente essas motivações ruins reler as boas.


DEVERES DOS PAIS E PADRINHOS

O que a mãe dá à criança para que esta continue com vida? Dá-lhe leite, comidas leves, remédios...

No que diz respeito à vida cristã, o que os pais devem dar a criança para que esta não morra espiritualmente? 

Há alimentos para fortificar na criança, a fé o amor e a vida espiritual?

Que alimentos são esses que os pais devem dar a seus filhos?

R: São, o testemunho, a paz, a harmonia, a oração, a união, a alegria familiar.

Mas acima de tudo, não nos esqueçamos de que a criança tem o direito de receber a palavra de Deus e a eucaristia. O corpo de Cristo e a Bíblia são os alimentos que fortificam a fé. E os primeiros catequistas dos filhos sãos os pais. 

Quando feita a apresentação da criança do nome, os pais manifestam o que desejam da Igreja para seu filho. Fazem publicamente o pedido do batismo. Diante desse pedido, o ministro (padre) pergunta se eles estão conscientes da missão de criar a criança na fé.

E qual será essa missão, geralmente são os pais que fazem o primeiro anúncio do Cristo a seus filhos. As crianças precisam conhecer o plano de Deus que se manifesta em Cristo Jesus, e assim tomar consciência da fé em que foram batizados, e pessoalmente abraçar a fé. Os pais ajudam a criança a viver na fé, ou seja, a amar a Deus e ao Próximo, como Cristo ensinou a seus discípulos. 

Os padrinhos devem colaborar com os pais na sua missão, por isso eles devem ser pessoas adultas, amadurecidas na fé, que testemunham o próprio batismo. Assim estarão habilitados a guiar o novo ser na coerência de filhos de Deus. 

Não basta só dar conselhos, mandar que façam, precisamos dar o nosso exemplo. Precisamos viver a fé, mostrar aos nossos filhos e afilhados que vivemos o que Cristo nos pede diariamente. Rezando e ensinando a rezar, indo a igreja, ajudando nosso próximo. Participando junto a comunidade-igreja. Pois não poderemos pedir a nossos filhos que façam o que nos não fazemos.

Quem pode batizar? 

Na igreja católica existe pessoas ordenadas, aptas a batizar: padres, bispos e se for o caso ministros extraordinários.

E em caso de extrema necessidade, qualquer pessoa batizada ou não poderá batizar, derramando água na cabeça da pessoa e dizendo: “Eu te batizo em nome do pai do filho e do Espirito Santo”. Essa pessoa, que batiza em caso de emergência, deve estar querendo “fazer o que a Igreja faz”. Isso acontece, por exemplo, nos partos em que há perigo de morte. Em seguida, quem batizou deve comunicar o fato à autoridade eclesiástica, no caso, o vigário (padre).


Um só batismo

Jesus deu aos apóstolos uma ordem bem clara. “Ide e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo” (mt.28,19.). No credo, rezamos: “professo um só batismo para remissão dos pecados”.

Então todo o Batismo realizado segundo o preceito, é considerado valido, e as pessoas não podem ser novamente batizadas, ou seja toda pessoa batizada em nome no pai, do filho e do espírito santo.

Baseada nisso, a Igreja católica, romana, considera válido o batismo administrado nas seguintes igrejas:

- Igrejas Orientais Separadas;
- Igreja Apostólica;
- Igreja Episcopal do Brasil (anglicanos).
- Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil;
- Igreja Evangélica Luterana do Brasil
- Igreja Metodista do Brasil.

Se algum membro dessas Igrejas deseja tornar-se católico, não pode ser batizado de novo. Pois esses batismo são considerados válidos pela igreja católica.

Há também diversas igrejas em relação as quais não se justifica nenhuma reserva quanto ao rito batismal prescrito. Ou seja, quando há uma garantia de que a pessoa foi batizada segundo o rito prescrito (em nome do Pai, do filho e do Espírito santo). Nessas também não se pode batizar nem sob condição. São as igrejas

- Igrejas Presbiterianas;
- Igrejas Batistas;
- Igrejas Congregacionistas;
- Igrejas Adventistas;
- A maioria das Igrejas Pentecostais (assembléia de Deus, Congregação Cristã do Brasil, Igreja do Evangelho Quadrangular, Igreja Deus é Amor, Igreja Evangélica Pentecostal “O Brasil para Cristo”);
Exercito da Salvação (este grupo não costuma batizar , mas qdo o faz, faz de modo valido).

E existe as Igrejas de cujo batismo se pode prudentemente duvidar e, por essa razão, requer-se como norma geral, a administração de um novo Batismo, sob condição. São elas:

- igreja Pentecostal Unida do Brasil (esta igreja batiza apenas “em nome do Senhor Jesus”, e não em nome da SS.Trindade)
- Igrejas Brasileiras (pode-se e deve-se duvidar da intenção de seus ministros)
- Mórmons (negam a divindade de Cristo, no seu sentido autêntico);

E existem as igrejas que com certeza batizam invalidamente:

- Testemunhas de Jeová (negam a fé na Trindade)
- Ciência Cristã (o rito que pratica, sob o nome de Batismo, tem matéria e forma certamente inválidas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...